sábado, 16 de janeiro de 2010

A evolução da garrafinha


E a mais curvilínea e famosa das garrafas completa, em 2010, 95 anos de vida. O verdadeiro ícone da Coca-Cola passou por poucas, mas interessantes transformações. À seguir, acompanhada de cada imagem, contamos um pouco de sua história.

A primeira garrafa foi desenhada em 1915 pela empresa Root Glass Company (Terre Haute - Indiana). O designer responsável Earl R. Dean e sua equipe (incluindo o famoso soprador de vidro sueco, Alexander Samuelson) tinham como ponto de partida os 2 ingredientes do refrigerante: a folha de coca ou a noz da cola. Como eles não encontraram uma foto de referência de ambos, encontraram no cacau (sim, o fruto do chocolate!) a forma ideal para embalar a bebida de fórmula secreta.

O protótipo da primeira garrafa desenhada pela Root Glass em 1915. O projeto nunca foi produzido em larga escala devido a desproporção entre o meio e a base, tornando a embalagem instável e frágil para ser transportada. Mesmo assim, o formato foi patenteado em novembro do mesmo ano.

Esboço da primeira garrafa (1915)

Mas tudo era questão de ajustes. Dean resolveu a questão, aumentando o diâmetro da base da garrafa. Eis que surge o molde acinturado (e mais equilibrado) que permanece até hoje:

Em 1916: A patente foi renovada em 25 de dezembro de 1923, quando foi criada a garrafa de Natal. Esse modelo se tornou muito popular entre os colecionadores, pois no fundo da maioria delas vinha impresso o nome da cidade em que foi produzida.

A garrafa de 1957: Neste ano, a empresa decide eliminar a marca em relevo e substitui pela impressão em branco. Em 1960, a garrafa foi registrada como marca, tornando-se a segunda embalagem da história a receber o certificado, devido a sua originalidade e por ter um formato reconhecível até no escuro.

Em 1961: O processo de impressão tornou-se mais sofiscado, possibilitando a utilização de 2 cores. A assinatura Coca-Cola em branco sobre a tarja vermelha trouxe um forte apelo comercial. Ambas as versões de assinatura (só branco e vermelho com branco), foram amplamente utilizadas nos mercados internacionais. Este ano também foi marcado pelo 75º aniversário do refrigerante.

Variações do frasco foram utilizadas no mundo todo, nas mais diversas línguas, até o introdução definitiva da garrafa de plástico no final da década de 80.

Mesmo assim, a mais charmosa das garrafas de vidro continua disponível em alguns países, como no Brasil.

Essa garrafinha de plástico foi introduzida em 1994, e continua até os dias de hoje.

Em 2007, novos materiais. Foi criada a primeira garrafa de alumínio, pelo designer Turner Duckworth.

Em 2008, a Coca-Cola apresenta uma garrafa de 2l para alguns mercados (por aqui, já havia chegado fazia tempo), mantendo a cinturinha de sempre. Abaixo, o desenho atual.


E por fim, toda a linha atual da Coca-Cola. Com a inconfundível identidade visual de sempre, transpondo mercados, tecnologia e principalmente o tempo.

imagens e fonte: o melhor blog/site de embalagens, the dieline

Um comentário:

Alberth Klinsmann disse...

me lembro que na época eu juntava essas garrafas de vidro da coca cola e trocava por doces em um cara que passava na rua kkkkkkkkk.