segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Papo sério

Logo mais, ainda nessa segunda-feira, vai rolar um papo sério aqui no Collecta. Como vocês provavelmente sabem, a galeria Choque Cultural foi invadida por pixadores na semana passada, e uma polêmica absurda acabou surgindo pouco depois.

E, ao invés de muita gente (ou mídia) precipitada, nós aqui do Collecta preferimos esperar a poeira baixar pra dar nosso parecer sobre o assunto. Nesse meio-tempo, analisamos o que saiu na mídia, conversamos com fonte segura. E chegamos à conclusão de que o assunto merece não só um post, mas um editorial.

Aguarde.

6 comentários:

Bruno GC ( TazX ) disse...

Aguardando :)

Anônimo disse...

Pixo as vezes até é uma forma de protesto.

Pixo do naipe que esses babacas fizeram não é nada além de sujeira.

Bando de marginais que acham q pixar o proprio nome nos lugares é street art ou protesto.

Anônimo disse...

A questão é: o que é graffiti? o que está se tornando? será que ele não está sendo contraditório a si mesmo?

Se o graffiti continuar seguindo a "maré", vai se tornar como qualquer outro estilo: impressionismo, por exemplo. É torná-lo elitista. Mas ao mesmo tempo como fica o reconhecimento do artista?

O que aconteceu lá pra mim foi para haver uma reflexão frente a tudo isso que está acontecendo, a toy art, graffiti nas galerias, ao msmo tempo que a lei da cidade limpa acabando com todo o graffiti puro.

O sentido da pixação está aí. Não é só deteriorar a cidade, por um lado, mas sim dar impacto, mostrar que a prefeitura não faz nada pra melhorar tal local, fazer as pessoas pensarem, pq tudo hoje é baseado na comodidade. Não só pensarem, mas fazê-las reagir de alguma forma.

Anônimo disse...

apoio O GRUPO DE PIXADORES!

a choque cultural nao passa de um shopping de um segmento internacionalizado, traira e financeiro.

nao pregam a transformacao? a NAO diferenca? entao ta ai !

agora foda sera dos metidos a designers, desenhistas e fashionistas de street aceitarem isso, foi de graça...

Anônimo disse...

Não duvido que em breve tenha uma "edição espacial" de um toy art por 800 reais a venda sob o evento.

Bizarro.

Anônimo disse...

Não duvido que em breve tenha uma "edição espacial" de um toy art por 800 reais a venda sob o evento.

Bizarro.