terça-feira, 25 de setembro de 2007

Institute of Design de Chicago - ou a sobrevida da Bauhaus


















Um tempo atrás, fiz um post contando a história da Bauhaus. Mas faltou um detalhe: a escola teve um sopro de sobrevivência nos EUA, em Chicago.

Em 1933, quando a original Staatliches Bauhaus de Dessau foi fechada pelos nazistas (para que pudessem implementar seu regime de imbecilidade sem limites), muitos de seus professores foram obrigados a sair da Alemanha para escapar das perseguições. László Moholy-Nagy mudou-se para Chicago (EUA) em 1937, a convite da Association of Arts and Industries, e organizou a "New Bauhaus", baseando-se nos princípios de ensino da antecedente alemã. Mas como sina é sina, a nova versão da escola teve vida curta, depois que essa mesma associação (que inicialmente a apoiou) retirou os subsídios no fim de 1938, pois consideravam o programa da instituição muito experimental.

Em 39, Moholy-Nagy reabriu a escola com o apoio privado de Walter Papecke, que era presidente da Container Corporation of America, rebatizando-a Chicago School of Design. Em 1944, veio o título atual - Institute of Design.

Desde o começo, o Institute of Design abordou o ensino do design de uma forma experimental (sim, a persistência é uma virtude dessa história), e o currículo original incluía, além das aulas de design, cursos de psicologia e literatura. Hoje em dia, o Institute of Design de Chicago continua na ativa e especializou-se na aplicação de novas tecnologias no processo do design em geral.

foto - arquivo de Charlotte & Peter Fiell

Um comentário:

Erika Tani disse...

Nossa não sabia que existia resquícios da Bauhaus nos EUA. Muito bacana!